quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Fehu, chave de prosperidade.


Iniciando o primeiro aeet rúnico, temos a representação do plano material, o Grupo de oito runas relembra que toda jornada espiritual inicia na forma telúrica.

Fehu é a runa inicial do antigo alfabeto Futhark, tem como tradução literal - o Gado – primeira moeda corrente em sociedades ancestrais, simbolismo de prosperidade e abundância. Assim como representação primordial do gado, que possui seu tempo de plenitude e abate, fehu revela que a ambição e a ganância em nada estão relacionadas com a verdadeira prosperidade, libertando desta forma a chave da gratidão pelas conquistas.

A prosperidade muito esteve relacionada às boas oportunidades que surgiriam na vida, na capacidade de aptidão que cada um expressa, porém a real prosperidade pouco está ligada ao acúmulo de bens que alguém possa possuir; a fartura de Fehu,revela um estado de espírito onde o poder pessoal é valorizado permitindo que a atratividade do universo flua, seu mistério fala da bonança que vem através da doação, onde a prosperidade necessita de movimento.

Fehu é compartilhar ganhos, abrindo desta forma a porta para prosperidade natural.

“Eu quero compartilhar com vocês o infinito amor que a proximidade com o divino criou em mim. Eu quero distribuí-lo. E a maravilha disso é que quanto mais eu compartilho esse amor, mais ele cresce! Talvez a verdadeira riqueza seja aquela que aumenta com a distribuição, A riqueza que diminui quando é compartilhada, não é verdadeira riqueza, de modo algum."  (Osho, o Caminho da Autorealização) .

O termo nórdico hamingja refere-se a boa sorte e/ou poder pessoal , visível alusão de sorte com wyrd,- as Teias do destino. Tecida pelas Nornes e provinda de Orlög, a teia da vida, ressoa conforme os atos que cada indivíduo realiza em sua estada na terra, sendo assim de sua responsabilidade a boa fortuna.

Fehu, aponta para conscientização do próprio poder em relação a vida e o que pode-se desfrutar dela, ancorando desta maneira a prosperidade que surge através do encontro consigo, resultando não mais em uma busca externa mas em uma plenitude pessoal que ressoará naturalmente pelas teias do destino.

Portanto, use sua sorte com sabedoria.



Ká!



Moara Steinke.


_________________________________________________________
Teia da Lua – Terapia Holística, Cursos e Rituais.
(51) 33528841 / Teiadalua@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário